PLANEJAMENTO ESTUDANTIL: Aprenda como fazer

Tempo de leitura: 4 minutos

A faculdade é um empreendimento empolgante e desafiador para a maioria dos estudantes. Afastar-se dos pais, viver sozinho (ou com um colega de quarto), tomar decisões por si mesmo e ter que administrar suas próprias finanças são apenas alguns dos obstáculos que você enfrentará.

 

IMAGEM 

Falando assim o cenário não parece muito animador não é mesmo?

Mas não há motivos para pânico! Com um planejamento financeiro, previamente estabelecido, você sobreviverá à transição e o melhor! Com o mínimo de estresse possível.

 

Aprenda a construir uma base financeira sólida durante seus anos de faculdade.

 

Comece com suas despesas e orçamentos

Um dos primeiros e mais importantes passos para administrar com sucesso o dinheiro é entender verdadeiramente suas despesas.

É provável que você nunca tenha orçado seu próprio dinheiro antes, se tiver vivido com seus pais a vida toda. Pode ser um choque na primeira vez que você se depara com a dura realidade de que há limites para o que você pode gastar.

Mas você pode suavizar o golpe aprendendo os fundamentos do orçamento.

 

  1. Criando um orçamento 

Um orçamento é simplesmente um plano de como você gastará seu dinheiro todo mês. 

Para fazer seu primeiro orçamento na faculdade, comece fazendo uma lista de suas despesas fixas. Assim:

 

  • Aluguel;
  • Mensalidades;
  • Serviços públicos;
  • Materiais didáticos;
  • Alimentação.

 

Não se esqueça de listar todos os itens e seus respectivos valores.

Em seguida, faça uma lista de suas despesas discricionárias, como roupas e entretenimento.

Adicione seus gastos fixos e os gastos discricionários juntos e, em seguida, subtraia esse valor da receita para obter um orçamento básico.

A receita e sua renda e inclui o dinheiro que você ganha trabalhando e qualquer dinheiro que seus pais possam fornecer regularmente.

 

Antes de conseguir definir seus gastos mensais e o que gasta mais, provavelmente você terá mais dificuldade em criar um orçamento realista para trabalhar, por isso é importante contabilizar seu rendimento o quanto antes. Ok?

 

  1. Aprenda a viver com seus recursos financeiros.

Um orçamento ajuda você a ver o que está gastando, para evitar o endividamento para manter seu estilo de vida.

Como um estudante universitário, sair com seus amigos e comer fora várias vezes por semana provavelmente se tornarão uma coisa do passado.

Certifique-se de que você está cumprindo suas obrigações financeiras antes de começar a gastar em itens supérfluos: que não são necessários para sua sobrevivência.

Lembre-se, a faculdade será uma época da sua vida em que você provavelmente ganhará pouco dinheiro, então é melhor estar preparado para fazer alguns sacrifícios.

 

  1. Tente evitar acumular dívidas sempre que possível.

A dívida pode se tornar rapidamente esmagadora e provavelmente seguirá você por anos além da faculdade.

Mantenha um único cartão de crédito em mãos para emergências, mas tente evitar usá-lo para qualquer coisa que não seja absolutamente necessária.

Se você for usar crédito para compras, compre apenas o que puder pagar integralmente a cada mês. Isso pode ajudá-lo a evitar taxas de juros e também pode ajudá-lo a aumentar sua pontuação de crédito.

 

Monte seu planejamento e prepare-se para o futuro

Enquanto você está pensando sobre seus gastos, também é importante dar alguma atenção à economia. Nunca é cedo demais para começar a economizar um fundo de emergência.

Mesmo que seja uma quantia pequena, uma reserva mensal (ainda que modesta) começará a se acumular ao longo do tempo.

 

Não caia na armadilha de pensar que você pode apenas esperar até se formar e ter o emprego dos seus sonhos antes de levar suas finanças a sério.

 

Comece  essa nova jornada hoje mesmo!

Gerenciar despesas da vida real e tentar economizar para suas metas financeiras de longo prazo são tarefas difíceis para a maioria das pessoas, não apenas para estudantes universitários. Estabelecer-se como um adulto responsável em uma idade jovem ajudará a estabelecer as bases para um futuro financeiro seguro.

 

A lista de atribuição para mandar bem no planejamento financeiro é longa. Você está pronto para começar? Comenta aí!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *